26 de maio de 2008

A beleza de outros tempos

Tal como anunciámos duas entradas abaixo, o público que encheu a sala de espectáculos do Unidos Futebol Clube do Tortosendo, na tarde do passado sábado, assistiu a um desfile de moda diferente.
.
Neste evento, resultante da conjunção de esforços e vontades dos alunos do Curso Técnico de Organização e Gestão de Eventos da ESCM e de quem dirige e anima o Centro de Convívio e Apoio à Terceira Idade do Tortosendo (CCATIT), a beleza de outros tempos ficou bem demonstrada nos atuendos e nas performances dos modelos que desfilaram: utentes e funcionárias do CCATIT e alunos da turma organizadora.
.
Antes, muitas tarefas a executar: conhecer a instituição, ver o guarda-roupa, recrutar os modelos, fazer a divulgação...
.
.

.

.

.

.

.
... os ensaios para que tudo corra na perfeição...
.

.

.

.


.
...e os afectos que vão crescendo.
.

.
Últimos preparativos na sala...
.

.

.

.

.

.
... nos bastidores...
.

.

.
Tudo a postos para começar o espectáculo.
.

.
Mas antes do «plat de résistance»,
a actuação de alguns "artistas" da Campos Melo:
Afonso Santos, aluno do 10ºA

.

.
e o grupo de danças regionais, formado por antigos e
actuais professores, funcionários e ex-alunos da ESCM.
.

.
Agora sim, o desfile:
A beleza de outros tempos
.

.

.

.


.

.

.

.

.

.

.

.

Tal como mandam as regras,
os noivos encerram o desfile.
.

.
Para que o dia permaneça na memória,
trocam-se lembranças: poesia, flores e corações.
.

.
.
Palmas para todos os responsáveis e intervenientes.
Até à próxima!
.

3 comentários:

Gena disse...

Parabéns meninos.Parece que foi um sucesso. Finalmente consegui ver algumas fotos

smbc disse...

As actividades intergeracionais são cada vez mais uma forma de promover a troca de experiências e a partilha entre gerações, com ganhos para ambos os lados. Parabéns.

Maria do Amparo disse...

Notável,maravilhoso,grande.Gostei muito de tudo,mas o que mais me cativou foi a forma ternurenta com que os nossos alunos se envolveram neste trabalho.Obrigado por uma tarde diferente.
Maria do Amparo